Carcinoma adenóide cístico

Este é um tumor  “basaloide” infiltrante, sendo o tumor maligno mais comum nas glândulas salivares. É um Carcinoma de crescimento lento, mas altamente maligno. A aparência é semelhante ao do Cilindroma das glândulas sudoríparas na pele; no entanto, o tumor localizado na pele é considerado como benigno, ao passo que o mesmo padrão tem comportamento preditivo maligno nas glândulas salivares. É um tumor da 5ª - 6ª décadas. Adenomas pleomórficos podem mostrar a presença de “áreas adenóide cístico”, mas isso não é preditivo de malignidade no Tumor misto! O padrão histológico pode ser cribriforme, tubular ou sólido. O padrão é sempre caracterizado por um crescimento infiltrativo perineural. Esfregaços citológicos são ricos em células basaloides, monomórficas (a citomorfologia não corresponde ao de um tumor altamente maligno!), estreitamente relacionadas ou embebidas em glóbulos cilindriformes hialinos metacromáticos,. A população de células basaloides tem provavelmente de origem mioepitelial.

 

Histologia (H & E): O componente epitelial deste tumor é geralmente basalóide, muito monomorfico, não sugerindo totalmente malignidade! A histologia é peculiar, uma lesão bem distinta, muitas vezes acompanhada de invasão perineural. O Giemsa é novamente muito útil no diagnóstico destas lesões: são vistos grandes cilindros parcialmente cercados pelos elementos epiteliais. Não está normalmente presente a mistura com células normais da glândula salivar. Estes tumores tem comportamento altamente maligno nas glândulas salivares, e benigno na pele.
Histologia (H & E): O componente epitelial deste tumor é geralmente basalóide, muito monomorfico, não sugerindo totalmente malignidade! A histologia é peculiar, uma lesão bem distinta, muitas vezes acompanhada de invasão perineural. O Giemsa é novamente muito útil no diagnóstico destas lesões: são vistos grandes cilindros parcialmente cercados pelos elementos epiteliais. Não está normalmente presente a mistura com células normais da glândula salivar. Estes tumores tem comportamento altamente maligno nas glândulas salivares, e benigno na pele.
Histologia (H & E): O componente epitelial deste tumor é geralmente basalóide, muito monomorfico, não sugerindo totalmente malignidade! A histologia é peculiar, uma lesão bem distinta, muitas vezes acompanhada de invasão perineural. O Giemsa é novamente muito útil no diagnóstico destas lesões: são vistos grandes cilindros parcialmente cercados pelos elementos epiteliais. Não está normalmente presente a mistura com células normais da glândula salivar. Estes tumores tem comportamento altamente maligno nas glândulas salivares, e benigno na pele.
Histologia (H & E): O componente epitelial deste tumor é geralmente basalóide, muito monomorfico, não sugerindo totalmente malignidade! A histologia é peculiar, uma lesão bem distinta, muitas vezes acompanhada de invasão perineural. O Giemsa é novamente muito útil no diagnóstico destas lesões: são vistos grandes cilindros parcialmente cercados pelos elementos epiteliais. Não está normalmente presente a mistura com células normais da glândula salivar. Estes tumores tem comportamento altamente maligno nas glândulas salivares, e benigno na pele.

 

X