Anatomia e Citologia de glândulas salivares

Anatomia das glândulas salivares

Há três principais pares de glândulas salivares: sublingual, glândula submandibular e parótida.

A glândula sublingual tem o menor tamanho e é constituída principalmente por ácinos mucinosos. A glândula submandibular é mais lobulada com estrutura acinar mista: ácinos serosos e mucinosos. A glândula parótida é caracterizada por ácinos serosos. Todas estas glândulas têm um sistema ductal, nervos, vasos, tecido conjuntivo e, especialmente a glândula parótida apresenta entre 30/50 linfonodos intraglandulares. Existem várias de glândulas salivares "pequenas" adicionais ao redor da superfície da mucosa oral.

A Patologia e a Citopatologia das glândulas salivares é muito semelhante à das glândulas lacrimais, das glândulas sudoríparas da pele, das pequenas glândulas submucosas da traqueia e brônquios. Há certa semelhança com os tumores de mama (glândula salivar como tumores na mama ou o glândula mamária com Carcinoma secretor da glândula parótida análogo ao Carcimoma secretório mamário)

Anatomia das glândulas salivares

 

Parotida – Ácinos serosos
Submandibular – Ácinos seromucinosos
Sublingual – Ácinos mucinosos

 


Células normais

Células basais: células pequenas com núcleo redondo. O citoplasma é quase sempre bem corado. Podemos encontrá-las agrupadas em verdadeiros fragmentos de tecido ou em grupos tridimensionais que mostram, por vezes, um arranjo celular externo em paliçada. Às vezes, o estroma de fundo é importante para diferenciá-las  dos tumores de células pequenas, tais como Carcinoma adenóide cístico: o estroma, nestes casos, é geralmente metacromático na coloração do Giemsa. Além disso, a morfologia do material extracelular (cilíndrica) é importante.

Células acinares: células grandes com conteúdo seroso ou mucinoso citoplasmático e núcleos pequenos. Grânulos de zimogênio são muitas vezes vistos no citoplasma. É muito importante encontrar as  células  ductais relacionadas com as acinares porque, se as células ductais estão ausentes temos que pensar de um Carcinoma de células acinares bem diferenciado.

Células ductais: elas são geralmente dispostas em pequenas estruturas tipo favo de mel, o núcleo tem uma localização central, e o citoplasma é homogêneo. As células mioepiteliais pode estar ligadas a fragmentos celulares ductais.

Células mioepiteliais: elas são normalmente aspiradas juntamente com as células acinares. Eles podem ter aspecto plasmacitoide ou epitelioide com citoplasma alongado. O núcleo é oval ou redondo, o citoplasma é rosa metacromático. Há muitas lesões de glândulas salivares dominadas por células mioepiteliais anormais.

Fragmentos de tecido conjuntivo e cristaloides também podem ser vistos.

Células acinares da glândula parótida. Saliva e núcleos nus de células mioepiteliais no fundo (Giemsa)
Células acinares da glândula parótida. Saliva e núcleos nus de células mioepiteliais no fundo (Giemsa)

 

 

Células acinares com fragmentos mioepiteliais metacromáticos (Giemsa)
Células acinares com fragmentos mioepiteliais metacromáticos (Giemsa)
Células acinares com fragmentos mioepiteliais metacromáticos (Giemsa)

 

Fragmentos do tecido conjuntivo  metacromáticos,, células epiteliais e núcleos nus, fragmentos de epitelio ductal (Giemsa)

 

 

X