Indicações para citologia de cabeça e pescoço

A região de cabeça e pescoço é constituída por múltiplos órgãos, diferentes tipos de tecidos e diversos tipos de células em cada um destes órgãos e tecidos.

O que queremos dizer com patologia / citopatologia da "cabeça e pescoço 'ou tumores de cabeça e pescoço?

  •  Em geral - todas as lesões ou tumores da região de cabeça e pescoço.
  • Em particular - lesões ou tumores das seguintes regiões: nasal, seios paranasais, nasofaringe, hipofaringe, laringo-traqueal, cavidade oral, orofaringe, glândulas salivares relacionados, do ouvido e odontogênicas (WHO 2005).
  • Em um sentido mais amplo: todos os tipos de alterações patológicas que podem ocorrer na área anatômica circunscrita acima, acrescida dos tumores vasculares, linfomas, tumores de pele, tumores anexiais, lesões da glândula lacrimal, lesões de paratireóide, tireóide e também a patologia/ citopatologia dental.

No capítulo a seguir, iremos discutir as mais importantes lesões e doenças da área com exceção da tiróide e da paratireóide, que serão abordadas no Capítulo da Citopatologia dos linfonodos, nos casos em que a Citopatologia pode ser a principal ferramenta diagnóstica na avaliação dos linfonodos da cabeça e pescoço. Aqui serão mencionadas as lesões mais comuns dos nódulos linfáticos, por exemplo: lesões metastáticas, etc. A citopatologia detalhada do linfonodo não faz parte do presente capítulo. Explica- se assim, o título do curso: "Citopatologia da cabeça e pescoço, com ênfase especial em Citopatologia glândula salivar"

O que é característico na patologia de tumor da cabeça e do pescoço?

  • A região anatômica
  • Existem características regionais significativas de algumas dessas lesões (Carcinoma de nasofaringe)
  • A importância da influência ambiental
  • Vírus que podem estar envolvidos no desenvolvimento do câncer (HPV, EBV)
  • As metástases à distância são raras, mas as complicações locais são graves
  • Típicas localizações para metástases linfonodais distantes

 

Principais desafios diagnósticos

Na avaliação de lesões na região da cabeça e pescoço existem controversias: o  conteúdo de um espaço cístico composto de um líquido espesso e amarelado pode representar um Cisto epidermóide (lateral), um Carcinoma de células escamosas com necrose ou simplesmente o material purulento de um abscesso
Na avaliação de lesões na região da cabeça e pescoço existem controversias: o  conteúdo de um espaço cístico composto de um líquido espesso e amarelado pode representar um Cisto epidermóide (lateral), um Carcinoma de células escamosas com necrose ou simplesmente o material purulento de um abscesso
Na avaliação de lesões na região da cabeça e pescoço existem controversias: o  conteúdo de um espaço cístico composto de um líquido espesso e amarelado pode representar um Cisto epidermóide (lateral), um Carcinoma de células escamosas com necrose ou simplesmente o material purulento de um abscesso
Na avaliação de lesões na região da cabeça e pescoço existem controversias: o  conteúdo de um espaço cístico composto de um líquido espesso e amarelado pode representar um Cisto epidermóide (lateral), um Carcinoma de células escamosas com necrose ou simplesmente o material purulento de um abscesso

 

 

Que tipo de tecido foi aspirado?

A maioria das punções são guiadas por US ( no entanto existem lesões que são mais facilmente perfurados sem necessidade do US!). As imagens formecem“dicas“sobre o órgão; estas devem ser confirmadas na microscopia. Quando a  amostragem é realizada pelo citopatologista a resposta é geralmente tranquila.  Os esfregaços que precisam ser  transportados devem estar acompanhados de todos os dados clínicos e imagenológicos importantes, os sintomas e a forma coleta da amostragem. (Diferentes tipos de células localizadas no trajeto da agulha podem estar presentes no material coletado).

 

 

Quais são as características celulares gerais do esfregaço? É uma lesão benigna ou maligna?


A região da cabeça e pescoço é controversa: líquido cístico espesso amarelado pode representar igualmente um cisto epidermóide (lateral) ou de um Carcinoma de células escamosas necrótico e liquefeito ou simplesmente o conteúdo purulento de um abcesso.

As malignidades podem ser primárias ou metastáticas. Os sinais "clássicos" de malignidade podem ter significados diferentes nesta região: pleomorfismo celular que normalmente é sinal de crescimento maligno é uma característica dos Tumores mistos benignos das glândulas salivares; uma população de células homogêneas ligeiramente atípicas podem ser  a característica de um Carcinoma de células acinares ou de Carcinoma adenóide cístico, sem quaisquer outros sinais morfológicos de malignidade

X