Detecção de cânceres ocultos em estágio inicial

A detecção de cânceres invasivos ocultos em mulheres assintomáticas pode aumentar a incidência de câncer no início do rastreio organizado.

Uma auditoria de 382 canceres de 1985 a 1996 em Southampton, durante a introdução do rastreio organizado, já no final do rastreio oportunista com controle de qualidade deficiente, apresentaram uma tendência de detecção de cânceres sintomáticos no rastreio com um aumento da incidência global durante a “onda de prevalência” (Figura 5.7).

Os canceres detectados pelo rastreio foram mais susceptíveis de serem diagnosticados no estádio IA ou IB (83% em comparação com 37%; Herbert et al. 2009). Uma auditoria semelhante durante 1999-2007 quando a triagem organizada já havia sido estabelecida por uma década, mostrou que todos, com exceção de um, dos 65 canceres detectados no rastreio (98%) foram estádio IA ou IB1 comparados com 28% de 68 canceres sintomáticos (Herbert et al., 2010).

Cânceres detectados no rastreio

  • Os cânceres detectados no rastreio podem aumentar a incidência de câncer nas fases iniciais dos rastreios organizados.
  • Os canceres detectados no rastreio geralmente são diagnosticados como canceres IA ou IB1.

 

Figure 6.7. Figura 5.7. Tendência do câncer sintomático detectado no rasteio in Southampton (Figura 1 de Herbert et al. 2009)

 

Em resumo, dados de programas bem organizados relatados há mais de 25 anos atrás, assim como aqueles organizados mais recentemente demonstram múltiplos fatores a serem considerados quando está se avaliando a efetividade ou outro aspecto do rastreio cervical em termos de incidência e mortalidade.

Measurement of the effect of centrally organised screening depends on

  • Accuracy of cancer registration
  • Effect of spontaneous screening carried out in addition to organised screening
  • Age range of women screened and screening intervals
  • Compliance with recommendations
  • Risk of disease in different birth cohorts
  • Distinction between screen-detected and symptomatic cancers
  • Quality control of all aspects of the programme

 

Learning points from Chapter 6

  1. Organised population screening can decrease the cervical cancer incidence and mortality by 80%
  2. Changes in cervical cancer incidence and mortality may be masked by changes in prevalence of HPV in the population
  3. Estimation of the effect of screening depends on accurate cancer registration
  4. The apparent effectiveness of organised screening may be affected by spontaneous screening in the same population
  5. Effectiveness of screening depends on compliance with recommendations
  6. Effectiveness of screening depends on age range of women screened and intervals between tests
  7. Quality control of all aspects of the programme is essential for successful screening
  8. Early rounds of effective screening may increase incidence through detection of early occult invasive cancers in asymptomatic women

 

X